Aeróbico em jejum (AEJ): Emagrece? O que é e como fazer

Exercício físicos são essenciais para emagrecer. Quando eles são potencializados, é melhor ainda, desde que sejam feitos da forma correta e sem exageros. Atualmente, muitas pessoas têm feito aeróbico em jejum (conhecido como AEJ) para conseguir resultados rápidos e eficazes. Mas será que ele é indicado para todos? Como fazer para não prejudicar o corpo? Neste post, vamos explicar tudo sobre esta atividade, acompanhe!

aej emagrece

Há muita discussão acerca dos benefícios e prejuízos do aeróbico em jejum. Enquanto alguns profissionais defendem essa prática e alegam que ela é ótima para emagrecer rapidamente, alguns especialistas torcem o nariz para o AEJ dizendo que pode causar problemas sérios. Quem está certo nessa? Saiba o que é, como fazer, prós e contras e antes e depois!

Emagrece? Benefícios

Quem pratica e defende o aeróbico em jejum garante que ele emagrece porque segue uma fórmula simples, justamente porque é feito logo de manhã e potencializa a queima de gordura localizada.

Assim que você acorda, os níveis de glicose estão mínimos no organismo, afinal, você ficou sem comer por um longo tempo. Como a glicose gera energia, é preciso comer imediatamente para recuperar os níveis e exercer as atividades básicas do dia a dia.

Muitas vezes você já deve ter ouvido algum médico ou nutricionista dizer que o café da manhã é a principal e mais importante refeição, momento em que todos devem consumir uma boa quantidade de carboidratos, nutrientes que se convertem em glicose e energia – por isso que é indicado ingerir esses componentes antes de treinar. 

Logo, quando não se come direito de manhã e há jejum, o organismo precisa de algo para queimar para te manter em pé. É aí que o AEJ ajuda, pois com esses exercícios o corpo começa a usar os estoques de gordura que estão acumulados e são eliminados em meio à oxidação por ácidos graxos.

Outro fato que os praticantes do AEJ defendem é que este exercício atinge diretamente áreas como coxas, abdômen e quadril, já que a circulação do sangue aumenta e leva mais hormônios chamados catecolaminas a quebrar as células de gordura nessas regiões. Muitos garantem que dá para perder 20% a mais de peso do que nos exercícios convencionais.

aej faz mal

Mas e aí, posso começar a fazer agora? Não! Essa é realmente a questão que muitos especialistas têm razão em não defender o aeróbico em jejum, justamente porque as pessoas começam a fazer ‘do nada’, seguindo orientação de amigos e sem uma avaliação médica prévia.

Com isso, o efeito é exatamente o contrário: a perca de massa magra, já que sua disponibilidade para gerar energia é maior que a de gordura. Ou seja, ao invés daquela gordurinha localizada, você acaba perdendo todo o músculo que lutou tanto para conquistar.

Quem contribui para isso é o cortisol, que só abaixa se você come. Se fica em níveis altos, vai usar a massa magra o dia todo, gerando um problemão, como retenção hídrica, aumento da fome, tonturas, náuseas e desmaios.

Agora você deve estar bem confuso, e não é para menos. Por isso é bom deixar claro que uma pessoa só deve aderir ao AEJ depois de muito treino e alto condicionamento. Se você costuma treinar duas vezes por semana em intensidade variável, nem pensar. Os prejuízos são maiores que os benefícios.


Até para atletas essa prática é indicada em casos e dias específicos, começando aos poucos e com acompanhamento, não é algo que está disponível e trará um feito milagroso para qualquer pessoa. Logo, não adianta colocar sua saúde em risco achando que o aeróbico em jejum é mais um exercício milagroso da moda.

Várias famosas revelam que emagreceram o AEJ, mas grande parte tem uma rotina frequente de treino, com acompanhamento direto de muitos especialistas. Lembre-se que muitas tem tempo de se dedicar a um treino personalizado e específico!


como treinar aeróbico em jejum

Como fazer aeróbico em jejum?

Exercícios e intensidade

O AEJ é feito logo de manhã, em baixa intensidade e em tempo curto de 30 a 45 minutos, para garantir que a gordura seja utilizada como fonte primária da queima de energia. Segundo os praticantes, essa taxa deve ficar entre 60 a 70% para um bom resultado.

Quando a intensidade é alta, o organismo começa liberar glucagon e cortisol além da conta, o que leva à perda de massa magra e os efeitos do aeróbico em jejum por água abaixo. Agora você entende porque o motivo de uma orientação profissional na hora de aderir a essa prática? Tudo deve ser bem controlado para não gerar mais prejuízos do que benefícios.

O que comer depois

Diferente do treino convencional em que a necessidade de se alimentar é imediata, no AEJ você deve esperar cerca de 30 a 60 minutos para comer. Esse tempo é ideal para que a gordura seja metabolizada e assim eliminada do corpo.

Depois disso, você deve fazer uma refeição balanceada, com boas fontes de nutrientes básicos, especialmente carboidratos e proteínas. Alimentos com gordura saturada, açúcar e conservantes devem ser abolidos.

É preciso muita disciplina e um bom condicionamento para aderir ao aeróbico em jejum. Não é fácil e nem indicado ficar tanto tempo sem se alimentar adequadamente. 

Pode fazer todos os dias? Frequência ideal

Não. A frequência do AEJ não deve ser diária. É preciso seguir um programa de atividades com dias específicos para malhar em jejum. Pode ser uma vez por semana ou de acordo com orientação do educador físico/médico.

aej famosos

Famosas que emagreceram com o AEJ

AEJ com suplementação

Muita gente acredita que os suplementos ajudam a minimizar os prejuízos do AEJ, seja para dar mais energia ou evitar a perda de massa magra. Para isso, são indicados dois tipos específicos, a cafeína e o BCAA.

Efedrina e Cafeína (EC)

A efedrina e cafeína (EC) atua como energético, fazendo a função que seria da glicose. Assim, o metabolismo se mantém acelerado e potencializa a queima de gordura com o efeito termogênico. É ideal para quem deseja aumentar a intensidade do treino em jejum.

BCAA

O BCAA é um suplemento aminoácido que minimiza a perda de massa muscular magra após os exercícios, ao contrário, ajuda na reparação dos músculos, já que esses nutrientes juntos formam a proteína.

Há também opções em pó que são absorvidas mais rápido pelo organismo, como a proteína do leite (whey protein), do ovo (albumina) ou vegetal de soja.

A suplementação no AEJ também deve ser feita seguindo a orientação de um profissional, por mais natural que o produto seja.

Fotos de resultados antes e depois

Confira algumas fotos de resultados antes e depois do aeróbico em jejum que circulam na internet:

aej antes e depois

aej benefícios

aej como funciona

aej como treinar

aej juju salimeni

aej resultados

aeróbico em jejum famosos

aeróbico em jejum frequencia

aeróbico em jejum funciona

aeróbico em jejum

aeróbio em jejum

antes e depois aej

como fazer aerobico em jejum

fernanda souza aeróbico em jejum

aej suplementos

 

Para saber mais, confira os vídeos!

 


Embora existam diversas alternativas e métodos para emagrecer rapidamente, nada substitui os bons hábitos, com um treino e alimentação corretos. É preferível tomar um suco e comer uma fruta do que treinar em jejum. Fazendo certo, você tem a garantia de que não irá sofrer com nenhum efeito colateral.

Tem alguma dúvida, crítica ou sugestão? Deixe um comentário no post!


 

como emagrecer rapidamente

Vira e mexe tem algum treino, suplemento ou produto que fica em evidência e chama a atenção de muitas pessoas que acreditam em resultados milagrosos. Assim como o aeróbico em jejum, eles podem ajudar, mas nunca farão efeito sozinhos e de uma hora pra outra. Tudo depende de você e de hábitos diários. Emagrecer não é fácil, mas também não é impossível. Quando você se sente bem e faz tudo certo, perde peso e nem percebe! Siga essa ideia! Valeu :) 


You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *