Dieta do carboidrato: O que é? O que comer? Vale a pena?

Vira e mexe a dieta do carboidrato está em evidência. Seja por algum especialista que indica ou por uma celebridade que revela que emagreceu com esse método, o fato é que ela chama a atenção de muitas pessoas, afinal, quem não quer perder peso de forma rápida e eficaz? Mas será que funciona mesmo? Quais são os riscos e o modo ideal para aderir a essa dieta? É isso que vamos tratar neste post, acompanhe!

dieta do carboidrato como fazer

Adeus, carboidrato: nessa dieta, você consome apenas proteínas e gorduras

O que mais encontramos por aí são dicas de dietas consideradas milagrosas e que prometem resultados incríveis. A dieta do carboidrato é polêmica e causa muita discussão entre profissionais da área. Enquanto alguns defendem, outros são totalmente contra.

Em meio a isso, o que você deve considerar é que sua saúde deve estar em primeiro lugar sempre e que toda dieta/produto devem ser vistos como complementos, pois nada substitui uma rotina de alimentação equilibrada com a prática de atividades físicas. Esse é o caminho para emagrecer e manter o peso ideal! 

Será que a dieta do carboidrato se enquadra nessa e faz você emagrecer com saúde? Continue acompanhando o post para saber tudo sobre esse método que se popularizou bastante!

dieta do carboidrato para emagrecer

O que é? Como funciona?

A dieta do carboidrato é baseada na Dieta de Atkins, desenvolvida entre as décadas de 60 e 70 pelo médico norte-americano Robert Atkins. O especialista se baseou na alimentação dos esquimós para criar sua teoria, que visa dar uma pausa no consumo de carboidratos por um tempo, trocando pela ingestão de proteínas e gorduras.

Com o tempo, muita polêmica e novos conhecimentos, esse método ganhou novas possibilidades e melhores formas para não prejudicar a saúde, já que os carboidratos são a principal fonte de energia do corpo, o combustível para manter os órgãos – inclusive o cérebro – funcionando perfeitamente.

O problema, porém, é que quando é consumido em excesso o carboidrato é armazenado no corpo na forma de gordura, como estoque para aqueles momentos de jejum prolongado. Logo, quando é retirado da alimentação, acaba com esse efeito e favorece o emagrecimento. Ou seja, o corpo vai usar a gordura acumulada como energia!

A grande vantagem da dieta do carboidrato é o emagrecimento rápido. É possível perder de 2kg a 5kg por mês, já que o corpo acaba gastando toda a gordura que está armazenada no corpo.


 

dieta do carboidrato

Alimentos permitidos na dieta do carboidrato

A dieta do carboidrato, que também é conhecida por outros nomes (inclusive dieta do cetônico ou dieta da USP), é dividida em fases e se altera conforme a indicação de cada especialista. Para fazer, é preciso do acompanhamento de um médico ou nutricionista para saber se você pode aderir e qual a melhor opção para seu caso.

Em geral, é feita por durante dois dias zero carbo ou em um período direto de 15 dias. Nunca deve ultrapassar esse tempo e jamais ser vista como um estilo de vida. Lembre-se que ninguém vive sem carboidratos para sempre! Conheça as fases:

  • Fase 1: A primeira etapa é considerada a mais difícil, porque você precisará deixar de comer carboidrato totalmente, de uma hora pra outra. Durante dois dias, só deve ingerir proteínas e gorduras para que o corpo comece a gastar a gordura acumulada em um processo conhecido como cetogênese.
  • Fase 2: Após os dois dias preliminares, há uma tolerância para o consumo de 20 gramas de carboidrato por dia (cerca de 10% da necessidade total do organismo).
  • Fase 3: Frutas com até 10% de carboidrato estão liberadas, aumentando o cardápio e deixando a dieta ‘mais saudável’.

Esse processo é feito por 15 dias. Depois, nos próximos 3 dias, a alimentação é livre, voltando para a dieta por mais 15 dias e interrompendo até alcançar seu objetivo de emagrecer.

frutas dieta do carboidrato

A partir da terceira fase, você pode comer frutas com 10% de carboidratos


E quais são os problemas de aderir a dieta do carboidrato?

× A primeira coisa em toda dieta é ter disciplina e estar ciente do que está fazendo. Ninguém gosta de fazer as coisas forçado e com sofrimento. O problema de retirar o carboidrato de uma vez da alimentação é que pode gerar estresse, ansiedade e outros problemas emocionais com a falta de alimentos que antes você consumia livremente.

× No período de 3 dias após os 15 dias preliminares da dieta, muita gente quer compensar a falta do carboidrato para comer tudo o que tem direito. É óbvio que essa prática é péssima e, além de levar todo o esforço por água abaixo, contribui ainda mais para o ganho de peso devido ao exagero.

× Assim como proteínas, gorduras e fibras, o carboidrato tem um papel essencial no organismo, sobretudo o de gerar energia para manter qualquer pessoa exerça suas atividades básicas do dia a dia. Muitos especialistas não indicam essa dieta justamente por isso, já que é preciso emagrecer de forma saudável, e não abrindo mão de nutrientes.

× A longo prazo, a retirada do carboidrato pode causar danos sérios à saúde, sobretudo para atletas e praticantes de atividades físicas que dependem dessa substância para manter o pique no treino.

Quem adere à dieta do carboidrato sem acompanhamento profissional e uma alimentação adequada está mais propenso ao efeito sanfona, já que esse método não parte de uma reeducação alimentar em si.

como fazer a dieta do carboidrato

Cardápio para dieta do carboidrato

Para começar a fazer a dieta do carboidrato é primordial saber quais são os alimentos proibidos e permitidos. Lembrando que o fato de dar prioridade à proteínas e gorduras não quer dizer que doces, alimentos ricos em conservantes e frituras estão liberados. É necessário investir em fontes saudáveis desses nutrientes.

Alimentos proibidos na dieta do carboidrato

Arroz, açúcar, doces, refrigerante, feijão, farinha, massas, pães, batata, cereais, mandioca, frutas, beterraba, apresuntados, conservas em geral.

Alimentos permitidos na dieta do carboidrato

Água, folhas e legumes, ovo, carne vermelha magra, peixes, aves, leite, queijos magros, iogurtes desnatados, frutos do mar. (tudo preparado grelhado, assado, cozido e refogado. Evite frituras, afinal, é dieta!).

Lembre-se que na terceira fase da dieta as frutas estão liberadas. Você pode comer também oleaginosas e castanhas, desde que não ultrapassem a indicação diária de 10% de carboidratos.

dieta do carboidrato o que comer


 Cardápio ideal para dieta do carboidrato

Confira algumas opções de preparos em cada refeição para montar um cardápio ideal da dieta do carboidrato:

  • CAFÉ DA MANHÃ: omelete de queijo, ovo mexido, iogurte desnatado, café com leite com adoçante.
  • LANCHE DA MANHÃ: castanha do pará, castanha de caju, chá gelado ou natural sem açúcar.
  • ALMOÇO: carne grelhada, salada com folhas e legumes variados, salpicão com maionese, frango e legumes, gelatina de sobremesa.
  • LANCHE DA TARDE: iogurte desnatado, queijo, salame, nozes, chá ou café.
  • JANTAR: peixe, omelete com queijo e presunto, salada, sopa de legumes sem batata.
  • CEIA: chá de camomila ou erva doce, um copo de leite.

Receitas Passo a Passo

  • Omelete funcional: Quebre dois ovos em um prato e bata com um garfo até ficar homogêneo. Adicione sal, salsinha, cebolinha e um pouco de queijo ralado. Leve à frigideira quente sem deixar queimar. Você pode colocar uma fatia de mussarela e presunto para ficar mais saboroso.
  • Torta de frango sem carboidrato

Para a massa: 2 ovos, 1 pote de iogurte desnatado, 4 colheres de sopa de queijo cottage, 4 colheres de sopa de requeijão zero, sal e orégano a gosto.

Para o recheio:  1 peito de frango cozido e desfiado, 3 cebolas, 2 dentes de alho, sal a gosto, salsinha, orégano e cebolinha. Além do frango, você pode usar carne moída ou queijo como opções de recheio.

Para fazer, bata todos os ingredientes da massa no liquidificador e reserve. Refogue a cebola, o alho com o caldo do frango e acrescente o frango e os temperos. Pegue a assadeira e coloque uma camada da massa, uma camada do recheio e outra camada de massa. Jogue orégano e leve para o forno a 180 graus por cerca de 1 hora.


Vale a pena fazer a dieta do carboidrato? Converse com um especialista e, se quiser, faça um teste. Mas, sinceramente, nada substitui uma reeducação alimentar completa e o fim dos hábitos sedentários. Você se sente melhor e leva isso para a vida toda, e não apenas por um período de tempo.

como emagrecer rápido

A dieta ideal é aquela que você pode comer de tudo, mas sem exageros. Esse é o problema: muita gente não come por necessidade, e sim por prazer, para cobrir uma instabilidade emocional… O que mais vale nessa hora é procurar ajuda e se reeducar. Pegar leve no consumo de alimentos gordurosos e açucarados e começar a se movimentar é o primeiro (e mais importante) passo. Com o tempo, você emagrece de modo natural e nem percebe! Quer coisa melhor?


 

dieta do carboidrato cardapio

Emagrecer não é um processo simples, por isso deve ser feito com acompanhamento e reeducação alimentar

Bom, é isso. Agora que você já sabe tudo sobre a dieta do carboidrato, só depende de você saber se vai ou não investir nessa. Só espero que fique claro que sua saúde deve estar sempre em primeiro lugar. Não tente forçar nada, busque opções menos radicais e que realmente tragam resultado a longo prazo. Qualquer dúvida, é só deixar um comentário no post. Até a próxima! :)


You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *