DIU Mirena: O que é? Saiba tudo sobre esse método!

Embora seja muito falado em vários meios, muitas mulheres (e homens também) precisam saber exatamente do que se trata o DIU Mirena, basicamente um método contraceptivo para evitar uma gravidez indesejada. Mas, claro, ele vai muito além disso e seu uso deve ser totalmente desmitificado. Para saber tudo sobre esse método e como funciona, acompanhe o artigo!

diu-mirena-resultados

O que é? Como funciona?

Primeiramente, temos que deixar claro qual a função do DIU. A sigla refere-se a um dispositivo intrauterino, feito de plástico, que é inserido por médicos dentro do útero para prevenir contra uma eventual gravidez. É um dos métodos anticoncepcionais mais conhecidos e procurados por muitas mulheres, considerado um dos mais seguros e eficazes para esse objetivo.

O sucesso do DIU chega a 99%, bem acima de opções tradicionais reversíveis como pílula, anel, adesivo ou camisinha, além de ter um ótimo tempo de duração, chegando a 5 anos.

A função básica do DIU é impedir a passagem de espermatozoides até o óvulo, evitando, assim a concepção. Embora todos tenham essa mesma característica, o tipo que contém o hormônio progesterona é conhecido como SIU (sistema intrauterino), tratado por especialistas como DIU Mirena ou então DIU hormonal. Essa substância atua no útero tanto como contraceptivo como para reduzir o fluxo menstrual.

Segundo especialistas, o Mirena age tornando o muco cervical mais espesso, para dificultar a passagem dos espermatozoides e impedir a fertilização. Além disso, inibe a função desses componentes e o crescimento do endométrio (camada de revestimento interno do útero), desfavorecendo a gravidez e deixando a menstruação mais curta e pouco intensa.

Como se sabe, o corpo da mulher sempre ‘se prepara’ para a gestação, e quando a fertilização não ocorre, vem a menstruação. A função do DIU Mirena é justamente favorecer para que isso não aconteça, evitando, além da gravidez, aquele sofrimento que muitas passam quando estão ‘naqueles dias’. 

O DIU é um método abortivo? Claro que não! Ele dificulta a fecundação do óvulo e evita que o mesmo se instale no útero para que ocorra a concepção. Ou seja, desde que o óvulo não seja implantado no útero, não há gravidez em curso, logo, não é aborto.

diu-mirena

Como é colocado? Dói?

O DIU Mirena só pode ser colocado após uma avaliação segura do médico. Cada caso é um caso, por isso, é primordial buscar um bom profissional para aderir a essa alternativa. A introdução é feita pelo profissional por meio da vagina, de forma rápida, em qualquer período do ciclo menstrual e com ação imediata. Vale deixar claro que a mulher não deve fazer a inserção por ela mesma.

Geralmente, a implantação é feita 7 dias após o início da menstruação e 5 dias após a interrupção da pílula anticoncepcional. O dispositivo tem uma fina cordinha que serve de apoio para a extração. Ela é bem fina e não interfere na penetração, imperceptível ao homem.

Como é um processo simples e geralmente feito por um ginecologista que já tenha experiência, não costuma doer. Algumas moças podem até sentir um leve desconforto, mas nada que seja preciso recorrer a analgésicos. Após o procedimento, há relatos de dores parecidas com cólicas, porém isso é muito relativo e passa depois de algumas horas, até que o corpo se acostume com o dispositivo.

Diu Mirena ou Diu de Cobre? Qual a diferença?

Como já explicado, o DIU Mirena trata-se de um dispositivo revestido pelo hormônio progesterona, conhecido mais como SIU ou DIU hormonal. A diferença desse tipo para o DIU de cobre está justamente no material: a segunda opção tem formato de T e é revestido com o metal cobre.

Outra diferença está no tempo de duração e preço: o DIU Mirena costuma durar 5 anos, enquanto o DIU de cobre, 10 anos, o dobro do outro. Mesmo assim, o tipo de cobre é mais barato!

diu-mirena-e-diu-de-cobre

Diu Mirena x Diu de Cobre

Em geral, o DIU de cobre é indicado:

  • Para mulheres que precisam evitar hormônios exógenos, como aquelas que já sofreram com câncer de mama;
  • Para quem não pretende ter seu fluxo menstrual reduzido;
  • Para quem deseja um modo de contracepção longo (que não pensam ou não querem engravidar tão cedo);
  • Por ser uma alternativa de inserção rápida, funcionando até 5 dias depois de uma relação sexual desprotegida;
  • Pela economia e preço mais baixo que o SIU/DIU hormonal.

Já o DIU Mirena: 

  • Para aquelas que têm fluxo menstrual longo e intenso. A progesterona ajuda a reduzir e garantir um processo mais leve e, em alguns casos, até evitar a menstruação;
  • É ótimo para quem sofre de endometriose, atuando até como protetor contra o câncer do endométrio;
  • Como tem durabilidade menor que o tipo de cobre, é indicado pra quem pensa em engravidar em curto prazo de tempo;
  • Relatos e estudos revelam que essa opção ainda é capaz de prevenir as terríveis cólicas menstruais.

A escolha depende da avaliação médica preliminar, para que o especialista possa avaliar corretamente qual a melhor alternativa para cada caso. Mas, vale deixar claro que tanto uma quanto a outra apresentam a mesma função, com a mesma eficácia e garantindo ótimos resultados. 

diu-de-cobre

Embora seja mais barato, o DIU de cobre tem maior durabilidade

Diu Mirena ou Pílula Anticoncepcional? Qual a diferença?

A pílula anticoncepcional é um método bem prático e comum para todas as mulheres, que podem usar com frequência para prevenção da gravidez ou logo após o sexo desprotegido (no caso, a pílula do dia seguinte). O problema, porém, são alguns efeitos colaterais que causa, como o ganho de peso – maior queixa delas.

O DIU é um dispositivo que necessita de introdução direta no útero e acompanhamento médico, por isso pode parecer um pouco mais difícil para as mulheres aderirem a essa solução. Mas, segundo estudos recentes, a ação desse tipo reduz 20 vezes o risco de uma gravidez indesejada.

Uma pesquisa feita na Inglaterra testou mulheres de 14 a 45 anos com DIU Mirena e pílulas anticoncepcionais, a fim de fazer uma comparação de qual método era mais indicado para o grupo. A maioria preferiu o dispositivo, em grande parte pela facilidade em relação a outra opção.

Ou seja: no caso do DIU Mirena, não há espaço para falhas e esquecimento por parte da mulher, acabando com aquela rotina de tomar pílulas diariamente. Como se sabe, muitas não lembram ou até param de tomar alegando problemas, fato que aumenta drasticamente a chance de engravidar, ainda mais se não houve o uso da camisinha.

Para quem busca soluções práticas e tem uma vida corrida, o DIU é uma ótima opção e que funciona melhor quando comparado à pílula anticoncepcional. Converse com seu médico e comece a usar!

diu-mirena-doi

Vale deixar claro que o DIU é o método contraceptivo reversível mais usado no mundo inteiro, com milhões de usuárias. Ganhou fama a partir da década de 90, embora tenha surgido já nos anos 50. O problema, segundo especialistas, é que esse dispositivo sofria preconceito e publicidade negativa por parte de algumas empresas e pessoas, que o classificavam como inseguro e abortivo, o que já foi provado em vários estudos que não tem sentido.

Vantagens e Desvantagens

Vantagens do DIU Mirena:

  • É versátil, indicado para praticamente todas as mulheres, fácil de implantar e com ótima eficácia;
  • Ideal para quem é ‘esquecida’ e deseja contar com um recurso sem se preocupar com uma rotina;
  • Tem mais de 99% de bons resultados, considerado o melhor método contraceptivo atual;
  • É totalmente seguro, não causa infecções e não atrapalha a relação sexual;
  • Tem ótima durabilidade, considerado um bom investimento.

Desvantagens do DIU Mirena:

  • Não é indicado para mulheres que desejam engravidar em curto prazo;
  • Precisa ser administrado por um bom profissional, caso contrário, pode levar a problemas;
  • É um pouco caro (ainda mais em relação à opção de cobre), porém o plano de saúde pode ajudar nessa questão;
  • Não é tão prático e necessita de exames preliminares antes da colocação, o que não acontece com a pílula, anéis, adesivos e a camisinha.

diu-mirena-insercao

Pode engravidar? Quais as chances?

A eficácia do DIU Mirena é de 99,3%, a maior quando comparada às demais opções contraceptivas reversíveis, como camisinha, anéis, adesivos e pílulas. Embora seja quase uma solução perfeita, ainda há casos que pode falhar, afinal, por menor que seja, a chance ainda existe.

No geral, basta uma boa administração do médico e da usuária para que não ocorram problemas e efeitos colaterais no uso desse dispositivo.

Indicações e Contraindicações

O DIU Mirena é indicado para todas as mulheres que começam a vida sexual e não desejam ter uma gravidez indesejada, ainda mais aquelas que não se adaptam a outros métodos, como as pílulas. Para usar, é preciso consultar o ginecologista e passar por uma avaliação até a implantação.

Já as contraindicações são para quem está com suspeita de gravidez, anormalidade no útero, câncer (sobretudo uterino ou de mama), infecção ginecológica ou doenças do fígado.

diu-mirena-o-que-e

Diu Mirena engorda? Quais os efeitos colaterais?

Segundo especialistas, não há indicação do DIU Mirena com o ganho de peso. É uma opção que não engorda, ao contrário das pílulas. Porém, podem ocorrer outros efeitos colaterais no uso desse dispositivo:

  • Perfuração do útero, que embora aconteça em menos de 1% dos casos, é visto quando o médico não tem experiência na implantação;
  • Em alguns casos, a absorção de progesterona pelo corpo (embora seja baixa), causa dores nas mamas, aumento da acne e alterações de humor.
  • Já o DIU de cobre leva a cólicas em alguns casos, o que não é visto na versão com hormônio.

Se após a implantação você sentir qualquer efeito colateral, é primordial procurar o médico para saber se a causa é mesmo o DIU. Pense sempre em sua saúde!

Tem riscos? Pode sair? E machucar o parceiro?

Já foram registrados casos em que o dispositivo acabou sendo expelido depois de cerca de um ano de uso (percentual correspondente a 6% das mulheres). Isso ocorre em moças mais jovens e que nunca tiveram filhos, ou aquelas que apresentam um intenso fluxo menstrual.

Para saber se o dispositivo está bem colocado e posicionado, faça um exame ultra-sonográfico ou de raio-X. Além disso, é imprescindível contar com o auxílio de um profissional experiente e que realmente saiba como é feito esse processo passo a passo.

E após a inserção, pode sair do lugar? Algumas mulheres têm essa suspeita, sobretudo quando o ocorre o aumento da menstruação ou surgem cólicas muito fortes. Nesse caso, é preciso aderir a outro método contraceptivo até que o médico verifique se houve mesmo a deslocação.

E a relação sexual, muda? Pode machucar o parceiro? Não há relatos de casos em que o homem possa sentir os fios do Mirena, porém, se ocorrer algum desconforto, o ginecologista deverá ser consultado. Em geral, o sexo não muda, permanece do mesmo jeito.

diu-mirena-colocacao

Quanto custa? O plano de saúde cobre?

O preço do DIU Mirena é variável conforme local e região. O preço médio sai de 600 a 800 reais; enquanto o DIU de cobre é mais barato, de 50 a 200 reais.

E o plano de saúde cobre a colocação do DIU? Segundo uma resolução de 2009 da Agência Nacional de Saúde, foi definida a cobertura obrigatória dos planos de saúde para a implantação desse dispositivo. Portanto, se você está interessada, consulte uma clínica e fale com seu médico.

Quanto tempo dura? Tempo de troca

O DIU Mirena dura 5 anos, enquanto a versão de cobre, 10 anos. Para saber a situação, é indicado fazer visitas frequentes ao médico (de 6 em 6 meses) para que ele possa avaliar e verificar se o dispositivo continua bem posicionado no útero. Depois do tempo de ação, é possível fazer a troca sem problemas.

E se eu quiser engravidar, posso remover o DIU? Claro, a retirada pode ser feita pelo médico a qualquer momento. A fertilidade não é afetada e voltará imediatamente, sendo possível passar por uma gestação tranquilamente.


diu-mirena-como-funciona

Bom, esse foi um tutorial completo com tudo o que você precisa saber sobre o DIU Mirena. Esperamos que agora todas as suas dúvidas estejam respondidas, só basta decidir se ou não uma boa alternativa para seu caso.

Se tiver algum comentário, questão ou sugestão quanto ao assunto, é só falar com a gente nesse post. Para ler outras matérias bacanas sobre Beleza e Saúde, continue navegando no site. Boa sorte e até a próxima! :)

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *