XANTELASMA palpebral: causas, sintomas, tratamento

Qualquer alteração em qualquer parte do corpo precisa ser levada a sério para evitar que o problema se agrave e leve a alguma complicação. Embora tenha um nome estranho e pouco conhecido por muitas pessoas, o xantelasma palpebral atinge boa parte da população brasileira. Para se informar, saiba o que é, as causas, sintomas e a melhor forma de prevenir e tratar esse incômodo!

xantelasma depois do tratamento

Qualquer alteração no rosto deve ser levada a sério!

De repente você acorda e percebe a formação de placas, manchas e outros sinais estranhos no corpo. Não precisa se desesperar, mas uma consulta com um dermatologista é primordial para saber do que se trata esse problema. O xantelasma – embora não cause dor, feridas ou machucados – é um incômodo que prejudica a beleza e estética pode indicar doenças mais graves que afetam a saúde.

O que é xantelasma?

O xantelasma, chamado também de xanteloma, é uma lesão na pele que se caracteriza pelo aparecimento de placas amareladas e salientes localizadas na região periorbital ou palpebral. Elas costumam ser bastante elevadas e visíveis, múltiplas e simétricas, por isso deixam qualquer pessoa desesperada.

xantelasma palpebral

Geralmente, as manchas são amareladas, simétricas e bem aparentes

xantelasma o que é

manchas xantelasma

Segundo especialistas, são indolores e ocorrem de forma lenta e gradativa, até ficarem bem aparentes. Para muitos, é uma manifestação de distúrbios do metabolismo que podem gerar males mais graves caso não sejam tratados.

O xantelasma palpebral prejudica a beleza e vai muito além de um problema puramente estético. As placas são mais firmes que a pele normal e costumam medir cerca de 7 centímetros, deixando a aparência ruim. 

Causas

A causa principal do xantelasma é o acúmulo de gordura em áreas específicas do corpo, devido a distúrbios lipídicos do metabolismo que precisam ser investigados. No caso das pálpebras, fica bem visível e deixa as pessoas mais preocupadas do que em regiões como articulações, tendões, joelhos, mãos, pés e nádegas.

De acordo com estudos feitos na Europa, o colesterol alto e a má alimentação são algumas causas do problema, que pode indicar ataques cardíacos, infarto, entre outros. Mas isso também não significa que as pessoas com níveis normal de triglicérides e colesterol estejam livres do problema.

xantelasma como tratar

Alterações metabólicas são vistas como a causa principal do problema

Por meio de pesquisas, especialistas europeus querem saber qual é a causa exata comum aos indivíduos que tem xantelasma, identificando o grupo de risco para realizar a melhor prevenção, diagnóstico e tratamento.

Sendo assim, o xantelasma mostra o sinal de que há muita gordura no corpo, levando à formação dessas ‘bolinhas’ que deixam o aspecto do rosto bem prejudicado. 

Sintomas e Diagnóstico

Não há nenhum sintoma que caracteriza a presença do xantelasma palpebral. A pessoa não sente dor, e sim um desconforto na área dos olhos devido ao tamanho das placas (que podem prejudicar a visão) e o aspecto amarelado que fica bem aparente, ocasionando em um grande problema estético.

O diagnóstico é feito por um dermatologista por meio da análise das manchas/placas. Para isso, o profissional precisa avaliar o histórico do paciente por meio de alguns exames, para verificar se há a presença de algum distúrbio metabólico.

xantelasma pos tratamento

Homens também podem sofrer com o xantelasma

Por meio de uma biópsia, o médico avalia a presença dos depósitos de gordura e fará a indicação do melhor tratamento para atenuar e acabar com o problema.

Para muitos especialistas, o xantelasma palpebral ocorre mais nas mulheres e podem aumentar conforme a idade. Diabéticos também têm mais disponibilidade para adquirir esse incômodo. 

area dos olhos

Tratamento – Tem cura?

Há diversas formas de tratar o xantelasma, por isso o dermatologista irá avaliar o melhor método para cada caso. Geralmente, todo procedimento visa a destruição completa das lesões independente de seu tamanho, ressecando-as totalmente. Os mais indicados são:

  • Cauterização química;
  • Eletrocoagulação;
  • Laser;
  • Cirurgia com fechamento por pontos (sutura).

Não basta apenas remover as bolsas de gordura. É preciso realizar um tratamento para que o xantelasma seja combatido e eliminado do corpo de forma integral. Em alguns casos, o especialista pode passar alguns medicamentos para diminuir o colesterol.

xantelasma como tratar antes e depois

Antes e depois do tratamento

xantelasma antes e depois

A técnica a laser é uma das mais eficientes atualmente

De acordo com os especialistas, não há cura total para o xantelasma, já que com os maus hábitos, as placas podem voltar a aparecer algum tempo após o tratamento. Por isso, a prevenção é primordial para evitar o problema.

O controle das taxas de lipídios – colesterol e triglicérides – e enfermidades de base – como o diabetes – são boas apostas para acabar com o xantelasma palpebral.

Lembre-se que essas alterações metabólicas que ocasionam nesse problema podem evoluir para doenças graves, como doenças cardiovasculares e insuficiência hepática. 

xantelasma destaque

É preciso acabar com o problema em si, e não apenas com as bolsas de gordura aparentes

Mudar a alimentação é o primeiro passo para deixar a saúde equilibrada e livre desse incômodo. Coma sempre de 3 em 3 horas com mais qualidade, dando preferência para componentes naturais, como frutas, verduras, legumes e grãos integrais.

Diminua a quantidade de gordura saturada e consuma fontes de alta qualidade, como peixes, linhaça e óleos vegetais. Além disso, fazer atividades físicas também contribui para melhorar o bem-estar do organismo como um todo.

No caso de manchas pequenas que podem aparecer após o tratamento, a maquiagem é uma boa solução para camufla-las. 

xantelasma prevenção

A maquiagem pode ajudar, mas nada como os bons hábitos diários para melhorar a saúde como um todo

O xantelasma pode parecer apenas um problema estético que prejudica a beleza, mas se não for tratado pode levar a muitas complicações. Por que não começar a investir em uma vida mais saudável para evitar esse e outros incômodos? Seu corpo agradece! Se quiser ler mais matérias interessantes sobre saúde e estética, continue navegando no site! :)


You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *