Buclina: O que é? Engorda mesmo? Saiba tudo!

Estamos sempre acostumados a ver suplementos para emagrecer, mas muita gente também procura opções para engordar. A buclina é um tipo próprio para isso, com bons resultados segundo muitos especialistas e usuários. Mas será que ela funciona mesmo? Saiba o que é, o que faz, preço, indicações e tudo sobre esta alternativa!

buclina engorda

Engordar não necessariamente significa ganhar peso de forma descontrolada, comendo tudo que vê pela frente, ainda mais alimentos de baixa qualidade nutricional. O primordial é a massa muscular e magra, para ficar mais forte e saudável. Esse é o objetivo de quem busca uma dieta hipercalórica, que deve sempre estar associada à prática frequente de exercícios físicos – para isso, a buclina é vista como um ótimo complemento.

O que é?

Buclina é um medicamento desenvolvido para aumentar o apetite e promover o ganho de peso. O princípio ativo responsável por essa função é o dicloridrato de buclizina, um composto que pertence a mesma classe de medicamentos antialérgicos e sempre foi utilizado para combater diversos males, como enxaqueca, alergias, insônia e enjôos.

Entre os benefícios da buclina, estão:

  • Aumento do apetite e ganho de peso em crianças e adultos;
  • Diminui o açúcar no sangue, ajudando a deixar a sensação de fome maior;
  • Ótima para o ganho de massa muscular, desde que associada às atividades físicas;
  • Auxiliar na prevenção do diabetes.

Como funciona? Engorda mesmo?

Estudos concluíram que a buclina engorda porque tem efeito hipoglicemiante, reduzindo os níveis de açúcar no sangue e estimulando a produção da insulina. Isso faz com que o hipotálamo cerebral – localizado no sistema nervoso central – receba sinais e produza a sensação de fome, estimulando o apetite do indivíduo.

Muitas pessoas que consomem este medicamento garantem a eficácia e afirmam que engorda mesmo, porém é sempre bom deixar claro que a alimentação deve ser equilibrada e com ótimos níveis nutricionais. No Brasil, a buclina é liberada pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – normalmente para comercialização, mas as farmácias e drogarias só vendem com receita e orientação médica.

buclina funciona

A própria bula do medicamento indica que foram feitos cinco estudos que comprovam suas funções, com benefícios para adultos e crianças – sobretudo em estado de enfermidade e que precisavam ganhar peso rapidamente. Para muitos especialistas, porém, ainda faltam bases atuais para garantir que a buclina funciona mesmo. De qualquer forma, se você quiser tomar, precisa conversar com seu médico.

Segundo a bula: A fórmula da buclina contém cloridrato de buclizina, um derivado piperazínico com ações orexígena, anti-histamínica e antiemética. A buclizina possui acentuado efeito orexígeno, à semelhança de alguns outros anti-histamínicos. O mecanismo dessa ação estimulante do apetite não está ainda bem determinado, mas parece ser devido a um efeito hipoglicemiante e conseqüente estimulação do centro do apetite, no hipotálamo. Sua leve ação sedativa contribuiria também para reforçar o efeito orexígeno. A buclizina possui ainda um discreto efeito antimuscarínico central.

Indicações e contraindicações

A principal indicação da buclina é para pessoas enfermas e com baixo índice de nutrição, que necessitam de uma dieta hipercalórica para engordar, tanto adultos quanto crianças. Muitos praticantes de atividades físicas também fazem uso deste suplemento para ganhar massa muscular rapidamente.

Já as contraindicações vão para pessoas com situações patológicas responsáveis por esse quadro de pouco peso e outros indivíduos que sofram de doenças crônicas. Gestantes e lactantes também não devem tomar buclina, assim como quem usa antidepressivos ou passa por problemas renais ou hepáticos.

Vale deixar claro que qualquer pessoa que deseja consumir este medicamento deve consultar um profissional previamente, pois cada caso é um caso. Além disso, não deve ser associado ao consumo de álcool e hipnóticos. 

Efeitos colaterais e riscos

A buclina gera alguns efeitos colaterais além de seus benefícios. O sintoma mais comum é sonolência logo após tomar este medicamento. Por isso, ela não é indicada para quem exerce atividades de ritmo intenso durante o dia. Mas, por outro lado, estudos revelam que o efeito sedativo dura apenas no início do tratamento com o remédio e vai diminuindo gradativamente.

Além disso, outros riscos relatados pelos usuários são constipação, náuseas, diarreia, boca seca, fadiga e dores de estômago. Porém, todos com menor frequência e em casos de superdosagem – o que nunca é indicado.

engordar com buclina

Como tomar? 

A posologia depende muito de pessoa para pessoa após a avaliação médica. A indicação do fabricante é:

  • Adultos: 1 comprimido de 25 mg meia hora antes do almoço e 1 comprimido meia hora antes do jantar;
  • Crianças de 6 a 12 anos: meio comprimido meia hora antes do almoço e meia hora antes do jantar.

Como a buclina é indicada especificamente para pessoas com enfermidades, grande parte dos médicos não aconselha o uso por pessoas saudáveis e que desejam ganhar pouco peso e promover a hipertrofia. Nesses casos, há outras opções naturais e mais eficientes. 

Quanto custa? 

A embalagem de buclina com 20 comprimidos custa cerca de 8 reais. O preço pode variar conforme a região e a farmácia em questão, portanto, pesquise bem. A validade é de 24 meses, desde que mantido longe do calor e da umidade.

Cada comprimido é composto por:

  • Dicloridrato de buclizina 25mg;
  • Excipiente q.s.p. 1 comprimido;
  • Contém: amido, polividona, estearato de magnésio, talco, glicolato amido sódico, dióxido de titânio.

Muitos médicos indicam associar a buclina a suplementos de vitaminas do complexo B ou com alta concentração de vitaminas e minerais, como o Rarical. 

buclina complexo b

 

Buclina ou Cobavital: Qual o melhor e como escolher?

O Cobavital possui dois princípios ativos, a cobamamida e o cloridrato de ciproeptadina. Ambos estimulam o apetite, auxiliam no crescimento muscular e ganho de massa magra, com efeito bem semelhante ao da buclina.

Mas, então, qual dos dois é melhor? Ambos tem praticamente os mesmos benefícios e funcionam de modo similar, por isso tudo parte da indicação médica, que fará a avaliação de acordo com o indivíduo. Ambos precisam da receita, logo, a escolha parte mais do profissional do que do usuário.

cobavitol

Quer engordar? Que tal consultar um nutricionista para começar uma dieta e tomar um suplemento hipercalórico para atingir esse objetivo de forma natural e saudável? Essa é a melhor forma, além dos exercícios físicos. Tanto a buclina quanto o cobavital só devem ser consumidos em casos específicos. 

Para saber mais sobre esses suplementos, confira os vídeos abaixo:

Fotos de resultados de Buclina antes e depois

Usuários e especialistas revelam que os resultados de buclina começam a aparecer logo no primeiro mês, com o ganho de até 5 quilos. Em conjunto com uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos, é possível conseguir massa magra e ficar mais forte e saudável. Veja algumas fotos antes e depois que rolam na web:

buclina antes e depois

buclina como tomar

buclina como usar

buclina o que é

buclina resultados

resultados buclina


Há opções para tudo, tanto para emagrecer quanto para engordar, mas antes de tudo, é preciso pensar se vale a pena apostar em medicamentos para atingir os objetivos. Prefira sempre alternativas saudáveis e comprovadas, assim sua saúde continua em alta e você fica livre de efeitos colaterais indesejados. Lembre-se que não há fórmula milagrosa para nada!

Gostou de saber tudo sobre a buclina? Se tiver alguma dúvida, sugestão ou crítica, deixe um comentário no post. Para ler outras dicas e resenhas de suplementos e produtos, continue navegando no site. Até mais! :)


You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *